André municipaliza o Campo do Central, a Casa do Engenheiro e 2 áreas da Rede Ferroviária Federal

Imóveis já estavam destinados a venda

Essa semana o prefeito André Português assinou na Superintendência de Patrimônio da União ? SPU, com o superintendente Leonardo Morais e o assessor da presidência, Jorge Feijó, o contrato de municipalização de quatro imóveis pertencentes ao Governo Federal que pertenceram à antiga Rede Ferroviária Federal S/A - RFFSA.

É uma demanda antiga dos moradores de Miguel Pereira e da região. Todos os prefeitos tentaram e não conseguiram. Todos os imóveis estavam indo à leilão e foram tirados da relação de imóveis a serem leiloados, aliás, como dezenas de imóveis que passaram para as mãos de particulares, adquiridos através dos leilões da RFFSA.

Dessa forma, o Campo do Central, a Casa do Engenheiro e duas grandes áreas em Governador Portela, que pertenceram à Fazenda Monte Sinai, gleba ?A? e gleba ?C?, passaram para o município. As duas áreas (glebas), uma com 152.095,50 m², a outra com 174.340 m², totalizando 326.435,50 m², são mais de 32 hectares dentro da cidade. Só as áreas (as glebas) estão avaliadas em quase um milhão de reais. O Campo do Central tem quase 10.000 m² e está avaliado em quase 300 mil reais. Todos os imóveis municipalizados essa semana pelo prefeito André Português estão sendo incorporados ao patrimônio do município e teriam lance mínimo de R$ 1.300.000,00 reais, e certamente seriam comercializados com valores muito superiores a esse, seria uma perda irreparável à história do município.

?Os imóveis que incorporamos ao patrimônio do município, essa semana, são históricos e fazem parte de nossa memória. A Casa do Engenheiro, por exemplo, queremos restaurá-la, ela faz parte da cultura de nosso município. O Campo do Central, nem se fala, não podíamos investir porque não tínhamos o imóvel documentado, agora ele e os outros são nossos e não corremos mais o risco de perdê-los nunca mais, como aconteceu com dezenas de imóveis que pertenceram à antiga Rede Ferroviária Federal?, disse o prefeito.