Morador é multado pela Polícia Rodoviária Federal por apoiar a greve dos caminhoneiros

?A esse policial, essa covardia não representa a corporação?, disse o morador

20/07/2018

Durante a greve dos caminhoneiros, um morador da cidade de Miguel Pereira foi ao Rio e passou em frente a um dos locais de acampamento dos caminhoneiros grevistas, que acabaram sendo apoiados pela população local, que levou mantimentos, água e frutas aos grevistas, que na verdade estavam lutando por melhores condições de trabalho e contra a política de reajuste da Petrobras, com aumento dos preços dos combustíveis quase que diários, que afetavam toda a economia do país, inclusive aos pequenos trabalhadores que usam o carro particular para ganhar a vida.

No dia 28/5, o morador passou pelo acampamento do km 204 e, em um gesto de solidariedade, buzinou o carro para os grevistas que estavam à margem da Rodovia Presidente Dutra, manifestação que foi retribuída pelos manifestantes com acenos e buzinas.

?É incompreensível essa atitude antidemocrática desse agente da Polícia Rodoviária Federal, e acredito que tenha sido um caso isolado. Não consigo entender o ato de prejudicar uma pessoa que dava apoio aos grevistas, que estavam ali lutando por todo mundo, inclusive foram abraçados pela população local com água e alimentos?, disse o morador.

Fatos como esse mostram um lado obscuro das forças policiais, mas que certamente é um caso isolado e não necessariamente representa a maioria esmagadora dos servidores que fazem parte da PRF.