Prefeitura de Vassouras intensifica Projeto de Educação e Conscientização Ambiental na Zona Rural

O objetivo foi de conscientizar os moradores e produtores rurais de Vassouras sobre o uso de defensivos agrícolas (agrotóxicos), saúde e preservação do ambiente

31/05/2019 Meio Ambiente Edição 244

Segundo dados do IBGE em 2010, a população residente na área rural do município de Vassouras era de 11.211 pessoas. Boa parte desses moradores trabalham na produção agrícola diretamente ou indiretamente, seja na produção, no preparo do solo, na colheita ou em serviços temporários nas lavouras. Hortaliças folhosas, beterraba, aipim, banana, pimentão e tomate estão entre os alimentos mais produzidos no campo vassourense.

Para conscientizar os moradores e produtores rurais de Vassouras sobre o uso de defensivos agrícolas (agrotóxicos), saúde e preservação do ambiente, a equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura desenvolveu o Projeto de Educação e Conscientização Ambiental na Zona Rural.

 Em maio, os alunos da Escola Municipal Abel José Machado, em Massambará, assistiram a uma palestra ministrada pela equipe da Secretaria Municipal sobre o uso de agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e no meio ambiente.

Ao levar o debate para a sala de aula com o tema "Agrotóxico, Saúde e Ambiente", a equipe da Secretaria Municipal busca conscientizar os estudantes sobre os riscos da utilização dos agrotóxicos para o meio ambiente e para a saúde dos seus familiares, que vivem da produção agrícola.

"Vassouras tem uma grande extensão territorial rural e uma tradição em produção agrícola. Muitos desses jovens que hoje assistem a nossas palestras nas escolas irão seguir os passos dos pais e trabalhar nas lavouras, por isso nosso foco é na conscientização dessa juventude, que será a próxima geração de produtores rurais do nosso município", destacou o secretário de Meio Ambiente e Agricultura, Danilo Pereira.

 Segundo a Secretaria Municipal, além da conscientização dos jovens sobre o uso de defensivos agrícolas, o projeto de Educação e Conscientização Ambiental na Zona Rural também busca levar para os moradores e produtores informações sobre sustentabilidade, preservação da saúde e a melhoria da qualidade de vida no campo.

"É muito importante estabelecer esse diálogo com os alunos, que podem se tornar multiplicadores desse novo conhecimento e passá-lo para os familiares que já trabalham no campo. Desta forma, vamos alcançando mais famílias e mais produtores em menos tempo, disseminando informações que contribuem para a o uso consciente do solo e salvam vidas", concluiu o secretário.