A reforma da Previdência atinge a economia de Miguel e Paty

Hoje, Paty do Alferes possui 4.235 e Miguel Pereira outros 5.972 beneficiários.

09/08/2019 Luta sindical Edição 254

Segundo Marcelo Bizerra, delegado sindical do Sindicato dos Comerciários, Miguel e Paty são cidades que têm uma grande quantidade de idosos, e são eles que movimentam a economia da região. "Todo mundo conhece muitos aposentados na região. Hoje, Paty do Alferes possui 4.235 e Miguel Pereira outros 5.972 beneficiários. O dinheiro que recebem nas suas aposentadorias, pensões, benefícios, auxílios etc. ajuda a aquecer o comércio e, com isso, gerar empregos. A reforma da Previdência será um golpe duríssimo na economia dos pequenos municípios, prejudicando principalmente o comércio, uma vez que esse número de aposentados cairá com o passar dos anos, além da falta de reajustes", destaca Bizerra.

Segundo o dirigente, muitas aposentadorias vão sofrer fortes reduções depois da reforma. Como acabou a obrigatoriedade de serem reajustadas, quem já está aposentado vai, com o passar dos anos, perder o poder de compra, e o pior: outros comerciários não vão conseguir se aposentar pelas novas regras. "O congelamento da aposentadoria promovido pelo governo tende a fazer com que os aposentados consumam menos e, com o tempo, poucas pessoas terão o privilégio de se aposentar. O resultado será uma legião de idosos sem condições nem mesmo de se alimentar", conclui o dirigente.