Prefeito André Português consegue aparelho de ressonância magnética para novo hospital

29 milhões para hospital, UPA e equipamentos

01/11/2019 Saúde Pública Edição 266

O novo hospital municipal de Miguel Pereira, que começará a ser construído na primeira semana de dezembro na área em frente ao CIEP do Guararapes, já tem um dos seus principais equipamentos, a ressonância magnética, que foi garantida pelo governador Wilson Witzel e pelo secretário de Estado de Saúde, Dr. Edmar Santos.

Será o único aparelho da região, o que fará com que seja referência. Para o prefeito André Português, "Quero acabar com o transtorno dos nossos pacientes que precisam fazer exames fora do município, seja por motivo de prevenção ou por necessidade de algum trauma. Quero acabar com a necessidade de nossos moradores terem que sair na madrugada para fazer o exame fora da cidade. Agradeço ao governador Witzel e seu secretário de Saúde Edmar Santos por mais esse investimento", disse o prefeito.

Ressonância magnética

O equipamento de ressonância magnética é usado para análise de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e cardíacas. O teste pode diagnosticar esclerose múltipla, câncer, infartos, fraturas e até infecções.

Ortopedistas e neurologistas

Já os ortopedistas costumam pedi-lo para investigar os tecidos moles, como cartilagens e músculos, detectando tendinites, hérnias de disco e lesões de ligamento. Além disso, os neurologistas o solicitam para investigar melhor problemas como o Alzheimer, atrofias e lesões nos vasos sanguíneos cerebrais (que podem indicar um AVC).

29 milhões para hospital, UPA e equipamentos

Segundo o prefeito, a ressonância magnética está dentro da cota de 5 milhões de reais destinados pelo governador Wilson Witzel para compra de equipamentos hospitalares para o novo hospital de Miguel Pereira, que custará 18 milhões de reais, e 6 milhões de reais para a UPA - Unidade de Pronto Atendimento, que será construída em alvenaria e não mais em contêineres de lata alugados, como era feito nas gestões anteriores do estado.