Prefeito André Português assinou contrato e Miguel Pereira será a 1ª cidade do estado do Rio a ter 100% de iluminação pública em LED

Terá tele gerenciamento e aplicativo para celular. A economia será de mais de 10 milhões de reais para a Prefeitura.

22/11/2019 Gestão Pública Edição 269

O prefeito André Português anunciou a Parceria Público Privada para a iluminação pública. A modernidade e o futuro chegam a Miguel Pereira com a nova PPP, vencedora no processo licitatório feito pela Prefeitura e que tem como objetivo modernizar e colocar o município na vanguarda da iluminação pública do estado, com novos equipamentos, novas luminárias e nova forma de gerenciar o parque de iluminação pública. Segundo o prefeito, "Queremos uma cidade melhor iluminada, com menor custo para a Prefeitura e que possamos gerenciar à distância de acordo com as necessidades do momento, como em dia de shows ou em dias normais. Nossa cidade será a 1ª do estado com 100% de iluminação pública em LED".

Troca de todos os mais de 5.000 pontos de luz

A empresa vencedora, Statled, terá como meta a modernização de toda iluminação pública nos mais de 5.000 pontos de luz. Segundo Carlos Henrique, um dos coordenadores da empresa no projeto de implantação do novo sistema de Miguel Pereira, "O município tem no seu sistema vários tipos de luminárias com vários tipos de lâmpadas, seja de vapor de sódio, seja de mercúrio; as atuais luminárias farão parte de um passado que não sentiremos a menor falta".

Tele gerenciamento

A Parceria Público Privada de iluminação pública de Miguel Pereira montará uma central de gerenciamento, onde comandará todo o sistema de iluminação pública do centro da cidade (cerca de 20% de todo o parque de iluminação pública) à distância. A central poderá colocar mais potência nas luminárias em dias festivos e nas ruas que têm maior fluxo de pessoas. Da mesma forma, a central poderá reduzir em dias de pouco movimento, contribuindo para diminuir o gasto de energia. "Todo o centro será acompanhado em tempo real", disse Carlos Henrique.

Aplicativo para celular em tempo real

Será disponibilizado para a população um aplicativo para smartphones para que qualquer morador possa informar problemas ou danos nas luminárias. Sendo assim, a concessionária terá maior agilidade em seu sistema, sabendo sobre danos como luminária acesa, apagada, danificada etc.

Meio ambiente

O vapor de sódio ou o vapor de mercúrio são altamente poluentes, coisa que já não acontece com o LED. Além de não ser poluente, o LED tem uma durabilidade infinitamente superior às lâmpadas de sódio ou mercúrio.

50.000 horas de vida útil e eficiência

A durabilidade útil da luminária de LED, que será colocada em todo município de Miguel Pereira, será de aproximadamente 50.000 horas, o que equivale a cerca de 12 anos de vida útil. Além disso, as luminárias que serão colocadas têm maior eficiência de iluminação que as luminárias existentes. "Esses são os pontos altos da luminária de LED", diz o engenheiro Luiz Felipe.

Investimentos e demanda reprimida

Serão investidos em Miguel Pereira, pela nova parceria, mais de 4,5 milhões de reais para troca de todo sistema e implantação da Central de Monitoramento nos mais de 5.000 pontos de iluminação pública, do Vale das Princesas até Apropal. A demanda reprimida também será atendida.

Concessão não é privatização

O modelo adotado pela Prefeitura de Miguel Pereira é o da concessão do serviço público, e não da privatização do sistema. Após a empresa vencedora trocar todo o sistema de iluminação pública, implantar a Central de tele gerenciamento, atender à demanda reprimida e ao crescimento vegetativo do município (5%), todo esse ativo passará para a Prefeitura ao final do contrato.

Duração do contrato e idade do parque de iluminação

O tempo de concessão é de 25 anos e, por força do contrato, ao final do mesmo, a vida útil do parque de iluminação não pode ser superior a 8 anos. "Com esse tempo, a Prefeitura poderá fazer uma nova licitação com bastante antecedência, ela terá folga de tempo", disse o engenheiro Carlos Henrique.

Prazo de substituição

Será até dezembro de 2020 o prazo de substituição de 100% das luminárias, do Vale das Princesas (divisa com Petrópolis) até Apropal (divisa com Japeri).