Nos idos de 1960, tinha um fiscal de Fazenda do Estado chamado Paulo Cardoso...

Após o cafezinho, o proprietário da loja (do Jacaré) pediu para embrulhar um queijo bem bonito porque ia dar ao Paulo Cardoso de presente...

06/12/2019 Pode isso, Arnaldo? Edição 271

Arnaldo,

Nos idos de 1960, tinha um fiscal de Fazenda do Estado chamado Paulo Cardoso. O fiscal chegou na Loja do Jacaré, em Paty, e logo foi convidado por ele a tomar um cafezinho no Varejo do Alberto, que ficava na estação ferroviária.

Após o cafezinho, o proprietário da loja (do Jacaré) pediu para embrulhar um queijo bem bonito porque ia dar ao Paulo Cardoso de presente...

- Não quero queijo não, porque vou a sua loja para multá-lo...

- Vai não - disse Jacaré, e foram os dois até a loja.

30 minutos depois...

Volta o Jacaré no cafezinho do Alberto e diz:

- Paguei o cafezinho, dei o queijo para o Paulo e sabe o que aconteceu?! O Paulo me multou só porque eu escondi duas notas de venda... que fiscal mais desgraçado!...

Pode isso, Arnaldo?!... Isso pode. Parabéns a Paulo Cardoso e Renato Moreira, aposentado da Prefeitura de Miguel Pereira que contou a história.