Combate ao coronavírus: Prefeitura de Miguel Pereira restringe entrada de veículos de outros municípios

O Decreto nº 5.646-G/20 começou a vigorar nessa 4ª feira (dia 1º de abril)

03/04/2020 Saúde Pública Edição 288

A Prefeitura de Miguel Pereira divulgou um novo decreto para reforçar o combate ao coronavírus na cidade. As medidas começaram a valer a partir dessa quarta-feira (1º).

O decreto restringe a entrada de veículos que tenham placas e ocupantes de outros estados e da região Metropolitana do Rio de Janeiro. A Prefeitura seguiu as indicações da Secretaria Municipal de Saúde e também da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O objetivo é de resguardar o interesse da coletividade na prevenção do contágio e no combate da propagação do coronavírus (COVID-19), então ficam restritos de entrar no município os veículos com registro de licenciamento, bem como seus ocupantes, proveniente de outros estados, da região Metropolitana do Rio de Janeiro ou de cidades onde resta confirmada a contaminação comunitária pelo vírus COVID-19.

 

Estão excluídos

 

Estão excluídos da restrição os veículos em que o condutor comprovar sua residência no município de Miguel Pereira; os táxis e os veículos de transporte remunerado por aplicativo em que o passageiro comprovar sua residência no município de Miguel Pereira; os veículos de transporte coletivo intermunicipais concessionários da região Centro-Sul Fluminense; os veículos de transporte de gêneros alimentícios, medicinais e outros de caráter essencial, bem como veículos de profissionais de saúde, agentes públicos, advogados, membros de consultoria jurídica ou assessoria jurídica, advogados públicos, prestadores de serviços, funcionários de empresas com sede no município e veículos que transportem mercadorias ou documentos com destino ao município de Miguel Pereira.

 

Veículos de municípios vizinhos

 

Veículos de municípios vizinhos, como Paty, Vassouras, Mendes e Paulo de Frontin, não estão proibidos de entrar, tendo em vista que não há infectados.

 

Prefeito

 

Segundo o prefeito André Português, "Nos pontos de acesso de nossa cidade, serão feitas abordagens educativas para orientar os passageiros sobre o novo coronavírus e serão colhidas informações daqueles que irão ficar no município, além de não permitir a entrada de carros de outros locais. Haverá também medição de temperatura nas pessoas. Em caso de não apresentarem sintomas de gripe ou resfriado, a orientação é que permaneçam em casa, isolados por sete dias. No caso de manifestação de sintomas, o isolamento precisa ser de, no mínimo, 14 dias".