Há pouco descobri o clitóris

Por que eu nunca aprendi isso?

 09/07/2021     Sexologia      Edição 353
Compartilhe:       

Eu tenho trinta e oito anos e descobri há pouco que o clitóris é muito mais do que aquela bolinha bem sensível que fica para fora na minha vulva - glande o nome, não é? Quando me mostraram a foto dele, não acreditei! É uma estrutura grande para dentro do meu corpo e ainda abraça o meu canal vaginal!

Por que eu nunca aprendi isso? Aliás, por que não me ensinaram que ele é o meu órgão do prazer e não a minha vagina, como sempre acreditei? Será que é por isso que eu quase não me toco? E também nem sei ao certo se já tive um orgasmo? Eu não me importo com a masturbação porque não sei me tocar. Me disseram que só melhoramos com a prática, explorando nossa vulva com carinho. Mas eu não tenho carinho pela minha vulva. Ela é feia. Meus lábios são assimétricos e estão ficando escuros com o tempo. Não gosto dela.

Minha vida sexual é morna. Não tenho desejo sexual pelo meu parceiro. Nós até transamos, mas é sempre meio monótono e sem novidades. O sexo oral é um tédio e fico constrangida porque ele pode achar minha vulva feia. Transamos sempre de luz apagada, me sinto melhor deste jeito. Não tenho coragem de falar com ele sobre isso; até porque, eu não saberia explicar muito bem sobre como eu gosto, não sei do que gosto.

Uma vez tentamos sexo anal, mas, nossa, como doeu! Eu não estava muito excitada ainda, ele usou cuspe ao invés de lubrificante e introduziu o pênis rápido, sem me dar a chance de me acostumar. Não quis mais. Virou um grande tabu. E é uma pena, porque eu acredito que pode ser muito prazeroso. Talvez um dia, de outra forma, a gente tente de novo...

Nossa intimidade foi diminuindo. Nós rimos menos, nos estressamos mais. Lembro que no início era tão divertido! Agora sinto que há um abismo de silêncio entre nós onde a conexão se perdeu. Onde foi parar o beijo de língua? Não aguento aquele estalinho sem graça. E assim seguimos, cada dia mais distantes dentro da nossa própria bolha.

Fiz aqui neste texto um apanhado de situações que recebo com frequência de mulheres. Você se vê em algum destes casos? Pode me descrever ou mandar um WhatsApp com outras vivências além destas que faz você se questionar sobre o seu prazer, relacionamento e intimidade com a parceria? 

Número para contato: (21) 99701-7225 WhatsApp


Imagem @anastasiaarteyeva