1º Sistema de Saneamento Rural será inaugurado domingo

Vai retirar do Rio Santana 33 milhões de litros de esgoto por ano

 17/06/2016     Meio Ambiente   
Compartilhe:       

O ITPA convida a população para o evento, onde será realizada a apresentação dos resultados alcançados pelo projeto piloto de Saneamento Rural, divulgação do macro projeto de saneamento rural das comunidades do Rio Santana - que tratará o esgoto das residências do Vale das Princesas, Marco da Costa, Vera Cruz, Francisco Fragoso, Lagoa das Lontras e Arcádia,- entrega dos certificados de treinamento e capacitação profissional para os participantes dos cursos realizados, e entrega do certificado de adequação do tratamento de esgoto para as famílias beneficiadas. O evento acontecerá até às 18hs, com festividades com a Banda de Forró “Toma Gosto,” seguido de almoço e o lançamento da campanha “Rio Santana, eu amo, eu cuido” com distribuição de camisas da campanha pelo rio mais importante de Miguel Pereira.

O Instituto Terra de Preservação Ambiental, através da captação de recursos, trouxe para Miguel Pereira o Programa pela Água do Grupo HSBC, que viabiliza a implantação de um projeto de proteção ao Rio Santana, trazendo o acesso à água e higiene às populações, viabilizando o desenvolvimento econômico, promovendo comunidades saudáveis.

O projeto piloto, realizado em Francisco Fragoso, é considerado não só o primeiro do município de Miguel Pereira, mas também o primeiro no Estado do Rio de Janeiro a enfrentar em grande escala o problema da falta de saneamento em zonas rurais.

Foi realizado em parceria com a iniciativa privada e sem apoio da Prefeitura Municipal, “os governantes, de uma forma geral, esquecem que os rios já chegam poluídos nas cidades. Por isso, quando investem em saneamento, restringem-se às zonas urbanas. Nossa intenção é mostrar para todo o Brasil que é possível realizar o saneamento de comunidades rurais por meio de tecnologias de baixo custo de manutenção e com grande eficiência”, explica Abílio Vilela, coordenador de Saneamento Rural do ITPA.

Em um ano de funcionamento, esses sistemas de saneamento vão tratar mais de 33 milhões de litros de esgoto. Para isso, foram implantados 6 tanques sépticos de 20 mil litros, 2 tanques de 15 mil litros, 5 filtros anaeróbicos de 15 mil litros e 1 de 12 mil litros, 750 metros de valas de infiltração e mais de 2 km de rede coletora de esgoto. Diferentemente do que é realizado em projetos comuns de saneamento, a equipe do ITPA refez todo o sistema de tubulações de esgoto a partir da origem, na casa das famílias. “Implantamos um projeto para durar muito tempo, com qualidade. Nada pela metade. Começamos a consertar as tubulações dentro da casa das pessoas”, disse Mauricio Ruiz, idealizador do projeto.

O ITPA é uma organização que sempre mira em grandes resultados. Por isso, a partir da experiência do projeto piloto, foi elaborado um programa amplo de saneamento rural de toda a bacia hidrográfica do Rio Santana, que será capaz de tornar as suas águas potáveis novamente, atrair mais turistas para a região e oferecer água pura e de qualidade na fonte. Serão mais de 1.000 residências contempladas. “O Secretário de Estado do Ambiente, André Corrêa, já confirmou a aprovação do projeto, que deverá ser implantado pela Prefeitura Municipal de Miguel Pereira no ano que vem,” afirmou Mauricio Ruiz.