Assembleia Legislativa de MG nega título de Cidadão Honorário Mineiro ao juiz Sérgio Moro

Requerimento foi apresentado pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT); parlamentares da base do governador Fernando Pimentel (PT) foram contrários

 19/08/2016     Política   
Compartilhe:       

BELO HORIZONTE - A Assembleia Legislativa de Minas Gerais negou nessa terça-feira, 22, título de Cidadão Honorário ao juiz Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava Jato na 1ª instância, em Curitiba. O requerimento foi apresentado pelo deputado Sargento Rodrigues (PDT) na Comissão de Segurança Pública da Casa, que conta com cinco integrantes e foi negado por três votos a dois.

Além de Rodrigues, apoiou a homenagem o deputado João Leite (PSDB). Foram contra a concessão do título os parlamentares Durval Ângelo (PT), Cristiano Silveira (PT) e João Alberto (PMDB), todos da base do governador Fernando Pimentel (PT) na Casa. Na justificativa do pedido, Sargento Rodrigues, que é presidente da comissão, afirmou que a homenagem seria em função da atuação do juiz em \\\"operações que buscam o enfrentamento de crimes contra a nação\\\".